Igreja do Rosário no Paissandu inaugura iluminação especial

Igreja do Rosário no Paissandu inaugura iluminação especial

Instituto Cultural Galeria do Rock 06/11/2019

Por Maurício Coutinho - 5 de novembro de 2019

 

A Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, localizada no Largo do Paissandu, inaugurou a sua nova iluminação, num projeto iniciado em 2018, e considerado uma conquista para os comerciantes locais, que estão se unindo e buscando apoio para recuperar a região central da cidade.

 

Foi realizada ainda uma missa especial, sendo que após a celebração, as luzes externas foram acesas e em seguida os fiéis retornaram ao interior da paróquia para a coroação de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

 

A Igreja Nossa Senhora do Rosários dos Homens Pretos tem fundamental importante histórica e cultural tanto por sua arquitetura, representativa de uma tendência do início do século XX, como pelo espaço de sincretismo religioso e resistência negra que o templo representa. Pode ser tomado como referência do sincretismo religioso ocorrido na Colônia Portuguesa e como patrimônio das tradições religiosas afro-brasileiras, pelo trabalho indireto que exerceu de preservação da cultura negra.

 

Mais contemporaneamente, a igreja também foi papel de importantes eventos dedicados à comunidade negra. Lá que surgiu, por exemplo, o concurso Bonequinha do Café, o Clube Aristocrata e a Frente Negra, um dos maiores movimentos políticos negros da cidade de São Paulo. Assim, a igreja constituiu-se definitivamente como um marco na história de São Paulo como ponto de luta e resistência da comunidade negra.

 

 

Depoimentos de empresários, autoridades e simpatizantes do movimento que visa revitalizar a região central e colaborar no resgate do crescimento turístico do Centro de São Paulo:

 

Ademilson dos Santos, Presidente da Irmandande da Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos

“É muito importante a colaboração dos comerciantes do entorno da igreja para que possamos realizar essas maravilhas”.

 

Marina de Almeida Barbosa, Presidente do CONSEG SP/Centro

“O CONSEG SP Centro parabeniza os empresários Rodrigo (Ponto Chic), Fábio Redondo (Grupo Buenas Hotéis) e Marcone (Galeria do Rock) pela restauração da iluminação da Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos, no Largo do Paissandú, valorizando, ainda mais, o Centro de nossa Capital”.

 

Carlos Beutel, empresário, restaurante Apfel Vegetariano

“Independente de um governo ruim, de maus políticos, parabéns ao Rodrigo, ao Fábio, ao Marcone, a Sonia, gente que acredita. Não vamos olhara pra trás, vamos olhar prá frente, que é prá frente que se anda meus irmãos. Coragem, parabéns e não vamos desanimar nunca, Viva São Paulo!”

 

Fábio Redondo, empresário, Buenas Hotéis

“A iluminação da Igreja do Rosário, vem consolidar um processo de revitalização do Largo do Paissandu, que começou há um ano, após muito esforço e trabalho da igreja junto com os comerciantes da região”.

 

Rodrigo Alves, empresário, restaurante Ponto Chic

“A nova iluminação da paróquia já vai dar uma outra cara ao Largo do Paissandu. O Centro de São Paulo sempre foi um local frequentado por artistas e pessoas que estavam à frente da sua época. Então, nós, comerciantes, nos unimos para resgatar a região, para que ela seja motivo de orgulho e que as pessoas queiram passear, pois temos toda a infraestrutura, como hotéis, restaurantes e locais que promovem a cultura. Acredito que falta apenas um maior cuidado para que esse potencial seja explorado”.

 

Sonia Pereira, voluntária na Irmandade da Igreja Nossa Senhora dos Homens Pretos

“União, Confiança e Determinação foram as ações de fortalecimento para apresentação do resultado. É de extrema importância o engajamento dos empresários do entorno da Igreja, pois através dessas parcerias, conseguiremos as melhorias e a tão esperada qualidade de vida para o Centro novo”.

 

Lúcio Gomes Machado, arquiteto, diretor da GMAA

“Acho a iniciativa muito importante. Tem mais valor por ter sido feita pela comunidade. Os nossos monumentos precisam deste tipo de atitude: reconhecimento e adoção por parte da comunidade. Só assim haverá preservação do Patrimônio Cultural”.