Uma reflexão: não há mesmo nada que você possa amar em São Paulo?

Atualizada 01/12/2015 14:14

Tarefa difícil? Talvez amar todos os dias e incondicionalmente não seja possível, mas que tal considerar ser feliz na maior parte do tempo na cidade?

Por que é tão difícil amar essa cidade? É difícil porque a maioria das pessoas trabalha muitas horas, enfrenta trânsito e multidões, todo o tipo de clima e situações no caminho casa-trabalho, muitas vezes sente medo e, além disso, não considera a sua cidade como um local para passear e ter momentos de lazer, simplesmente por desconhecer as infinitas possibilidades que a selva de pedras proporciona, esquecendo-se que a cidade não é feita apenas de concreto e máquinas motorizadas, mas sim de pessoas, cultura, história e identidade!

Você já se perguntou por que São Paulo é assim? Por que em vários espaços pequenos há uma concentração tão grande de pessoas? Por qual motivo as ruas são confusas e precisamos nos locomover tanto? Nada foi planejado em São Paulo, as coisas simplesmente aconteceram e a cidade cresceu incontrolavelmente de um dia para o outro, uma pequena província que há apenas 143 anos tinha 300.000 habitantes, se tornou a cidade mais influente da América Latina! São aprox. 12 milhões de habitantes (somente na região metropolitana), mais de 5 milhões de carros circulando, 15 mil restaurantes, uma das maiores economias da América Latina, 164 teatros, 146 bibliotecas, 125 museus, 103 parques, 39 centros culturais e números que convidam à reflexão: Não há mesmo nada que você possa amar em São Paulo?

Talvez você ache que não faz parte da cidade, talvez se sinta deslocado ou ache que não se encaixa nessa vida maluca, mas mesmo em meio à poluição e ao estresse existem muitas iniciativas bacanas que nos fazem voltar a acreditar no ser humano e consequentemente em uma cidade melhor. Hortas coletivas, ajuda às pessoas carentes, feiras de adoção de animais, feiras culturais, recreação para as crianças, intervenções artísticas nas ruas ou até o simples ato de dar passagem para uma pessoa subir no ônibus primeiro são ações praticadas todos os dias por milhares de pessoas em São Paulo, tudo isso para quê? O simples desejo de uma cidade melhor e mais humana, com maior convivência, menos desigualdades e, claro, muito mais amor! Em algum local dessa cidade há muitas outras pessoas como você, com os mesmos ideais, gostos e desejos, talvez pareça que aqui já não cabe mais nada, mas todo mundo tem lugar para ser feliz em São Paulo!

Otimismo é a palavra-chave, comece explorando o seu bairro, observando atentamente o que ele tem de bom, em seguida explore os outros cantos da cidade, há lugares em que é possível se sentir do outro lado do continente, ouvir outros idiomas, provar outros sabores, escutar outros sons, se perder na multidão... Seja você a mudança na cidade, com pequenos gestos conseguimos grandes sorrisos e com sorrisos, ah, o sorriso tem poder! Tente amanhã ao sair de casa, sorria para as pessoas na rua, sim, assim mesmo, gratuitamente, e não desista com a primeira cara emburrada que encontrar, afinal, somos 12 milhões de pessoas, alguém vai sorrir de volta!

Autor: Luana Pires Fernandes

 

*Todas as imagens de Luana Pires Fernandes.

O AUTOR

Galeria do Rock

COMENTÁRIOS

CURTA NO FACEBOOK

TWEETTS @GALERIADOROCK